Agende uma consulta
  • captcha

Tenho Câncer de Próstata. Posso apenas acompanhar?

Ativa (Active Surveillance)

Vigilância ativa ( Active surveillance) é o nome dado ao acompanhamento do paciente com diagnóstico de câncer de próstata e que tem como objetivo evitar ou retardar tratamentos mais invasivos para casos de tumores de próstata classificados como pouco agressivos.

Atualmente, com os programas de rastreamento, o câncer de próstata está sendo diagnosticado cada vez mais nas fases iniciais da doença. A evolução dessa doença é variável, enquanto para alguns pacientes o tumor apresenta crescimento rápido, para outros sua evolução é bastante lenta, de forma que a doença progride muito pouco e o paciente quase não apresenta sintomas.

É para este grupo de pacientes que a vigilância ativa está indicada : pacientes diagnosticados nas fases iniciais da doença ( tumor localizado), com tumor indolente (classificado como baixo risco).

O que é tumor de baixo risco ?

  • Tumor confinado a próstata
  • Classificação do tumor na Biópsia : Gleason < 6 ou = 6
  • Numero de fragmentos apresentando tumor na biópsia menor ou igual a 3
  • < 50 % de tumor presente em cada fragmento positivo da biópsia
  • PSA

Como esse acompanhamento é realizado?

Através de exames periódicos de exame de sangue ( PSA), exame clinico com o Urologista e biópsias de próstata.

* NA PRESENÇA DE ALTERAÇÕES QUE SUGIRAM QUE O TUMOR ESTÁ EM ATIVIDADE PODENDO CRESCER E CAUSAR SINTOMAS, É RECOMENDADO O TRATAMENTO DA DOENÇA.

Quais são as vantagens e desvantagens da Vigilância Ativa?

Vantagens:

  • Não tem efeitos adversos como os tratamentos curativos podem apresentar
  • Não interfere nas atividades diárias.
  • Pode retardar ou evitar os tratamentos mais agressivos que podem prejudicar a qualidade de vida do paciente.

Desvantagens:

  • Existe uma pequena chance de o tumor apresentar um crescimento mais rápido do que o esperado e por isso dificultar o tratamento a posteriori.
  • Necessidade de exames periódicos, principalmente biópsias.
  • Nos casos em que o tumor apresenta crescimento e que, por isso, deve ser tratado, este tratamento pode ser mais difícil comparado com o tratamento realizado no momento do diagnóstico em razão de o tumor ter crescido, o paciente ter envelhecido e, em muitas vezes, ter sido realizada múltiplas biópsias acarretando maior tecido cicatricial no local.
  • Ansiedade/Preocupação– alguns homens tornam-se bastante ansiosos e preocupados com a possibilidade de mudança na atividade tumoral.

A decisão sobre a forma de tratamento deve ser feita pelo paciente após esclarecimento pelo medico dos riscos e dos potenciais benefícios de todas as condutas possíveis para o caso.