Agende uma consulta
  • captcha

Sexualidade Feminina: TABU

sexualidade-site

A cada dia que passa a mulher se torna mais independente, moderna, liberal. Os costumes e valores se modificam e tudo aparentemente é aceito à sociedade. Mas para muitas mulheres essa liberdade ainda não chegou e trazem com elas queixas antigas. A falta ou dificuldade de atingir o orgasmo (anorgasmia), vagisnismo (contração involuntária da musculatura da vagina impedindo ou dificultando a relação), frigidez (falta de interesse pela atividade sexual) são exemplos clássicos das mulheres.

Há ainda muita insegurança, timidez, seja por vergonha do próprio corpo (que não estão iguais aos padrões de beleza), vergonha de se despir para o outro, medo de julgamento etc.

Viemos de uma educação repressora, na qual a mulher não tem espaço pra desejar e ser desejada, e trazemos isso inconscientemente para nossas filhas e filhos: “ o que é bom é feio e imoral ou engorda”.

O tabu sobre a sexualidade da mulher ainda é tão presente, que para muitas o fato de não ter orgasmos é normal. Com o tempo a relação sexual entre o casal torna-se obrigatório, deixando de ser prazeroso. Muitas queixam-se de nunca terem sentido prazer.

A desinformação é também do homem. Muitos acreditam que as mulheres funcionam como eles, para eles se despir significa que “ já estão prontos” enquanto que as mulheres estão ainda no primeiro degrau da escada e se a relação acontecer ai, será um fiasco. Há uma defasagem entre o tempo do homem e da mulher.

A mulher geralmente é mais tímida, reprimida, sonhadora, fantasiosa e o homem precisa aprender a lidar com isso. Muitos homens não sabem dizer “você esta linda, maravilhosa, não dizem eu te amo, não demonstram afetividade, não elogiam, tem dificuldade nas preliminares, e pra mulher isso é fundamental. Isso gera insegurança em relação ao que a mulher representa para o homem.

Falta DIALOGO entre o casal, seja ele verbal ou corporal. É necessário que a mulher verbalize ou sinalize para o parceiro (a) o que ela quer ou precisa. Se você tem dificuldade com isso comece aos poucos, pegando na mão e o conduzindo aos poucos, mostrando vídeos, comentando sobre algo que viu e gostou ou ouviu… É importante que você saiba que não esta sozinha e que isso é um problema que muitas mulheres sofrem mas que pode ser resolvido. Busque a sintonia entre vocês. Se ele for muito ansioso é provável que ele ejacule rápido, mantenha a calma e comece novamente, logo ele estará pronto para outra e geralmente estará menos ansioso e tudo poderá ser diferente.

Quando estamos no meio do conflito nos sentimos perdidos e desanimados, se você se encontra assim, é hora de pedir ajuda, buscar um terapeuta de casal ou sexual que esteja acostumado a lidar com essas situações pode ser um bom caminho.