Agende uma consulta
  • captcha

Sangue na Urina (Hematúria)


1) O que é hematúria ? Quando devo investigar ?

A presença de sangue na urina , chamada hematúria, pode ser a única manifestação de diversas doenças do trato genitourinário.

Diante dessa queixa o paciente deve procurar um médico para iniciar investigação da origem do problema com intuito principalmente de descartar doenças graves e potencialmente curáveis.

2 ) Qual a diferença entre hematúria microscópica e macroscópica ?

A hematúria macroscópica é visível a olho nu ( o paciente se queixa de presença de sangue vivo ou coágulos na urina) , já a hematúria microscópica é identificada apenas em exames de urina – definida pela presença de mais de 3 hemácias por campo vista no microscópio.

3) Quando devo procurar um Urologista e quando devo procurar um Nefrologista ?

A hematúria pode ser causada por um problema nefrológico ou urológico.

No caso de hematúria de origem nefrológica o que ocorre é que o sangue que chega até os rins , por algum problema no funcionamento renal , está sendo “filtrado “junto com a urina.

Normalmente, quando há um problema nefrológico a presença de sangue na urina não é um achado isolado sendo frequentemente associada a presença de proteína na urina(proteinúria).

Nos casos de hematúria de origem Urológica comumente o problema está na via excretora , ou seja , a urina está sendo produzida corretamente mas por alguma razão no trajeto entre o rim e a sua eliminação ( via excretora) está se misturando com sangue.

O exame inicial que deve iniciar a investigação e que norteia a investigação é o exame de Urina I.

A presença de eritrócitos ( hemácias) dismórficos – com morfologia alterada, cilindros hemáticos e proteinúria no Exame de Urina I sugerem causa nefrológica sobretudo de origem Glomerular. Nesses casos o paciente deve procurar um Nefrologista para prosseguir investigação.

4) Quais são as principais causas de hematúria?

  • Nefropatia por IGA
  • Síndrome de Alport
  • Glomerulonefrites
  • Distúrbios metabólicos: hipercalciúria e hiperuricosúria
  • Nefropatia por refluxo
  • Litíase (Cálculos renais)
  • Tumores
  • Divertículos e pólipos da bexiga
  • Hiperplasia prostática benigna
  • Malformações vasculares
  • Anemia Falciforme
  • Trauma
  • Infecções Urinárias
  • Exercício físico prolongado
  • Cistites hemorrágicas (pós radioterapia pélvica e pós Quimioterapia).
  • Doenças sistêmicas como Lúpus, Diabetes, Poliarterite nodosa, Granulomatose de Wegener…

5)Como o médico deve investigar um paciente com hematúria?

HISTÓRIA MÉDICA

A história clínica é fundamental na investigação. O médico deve obter algumas informações do paciente que o direcionarão para o diagnóstico. Algumas dessas informações são:

  • Como é essa hematúria ? Inicial, total ou terminal
  • Existe alguma associação com: sintomas de infecção urinária (febre, dor ao urinar, aumento da freqüência para urinar), cálculo renal (dores em cólica), qual a freqüência da hematúria, apresenta coágulos, tem sintomas progressivos de dificuldade para urinar (prostatismo), traumas, sondagens prévias, uso abusivo de anti-inflamatórios.
  • O paciente tem algum antecedente pessoal de: diabetes, doenças auto-imune, tuberculose, anemia falciforme, tumor(especialmente de bexiga), tabagismo e exposição ocupacional de químicos e corantes. O paciente tem algum antecedente familiar relacionado a hematúria .

EXAME FÍSICO

  • Objetivo descartar presença de petequias, edemas, hipertensão, arritmias, desnutrição, evidência de trauma, próstata aumentada(se indicado), infecção, cálculo. Apesar de ser bastante útil no diagnóstico, o exame físico raramente determina a origem da hematúria.

EXAMES COMPLEMENTARES

Investigação Inicial

  • Urina I
  • Urocultura – descartar infecção urinária
  • Ultrassom de rins e vias urinárias
  • * Diante da suspeita de tumor do trato urinário deve-se acrescentar exame de Citologia Oncótica Urinária.

A depender da história, exame físico e do resultado desses exames complentares outros exames podem ser necessários : Cistoscopia, Arteriografia, Biópsia renal, Pesquisa de bacilo de Koch.

6) Hematúria em tabagistas – Por quê a atenção ao Câncer de bexiga?

Duas informações definem porque os fumantes devem ficar atentos a presença de sangue na urina:

  • O principal sinal clínico do câncer de bexiga é a presença de hematúria.
  • Existe forte associação entre tabagismo e câncer de bexiga.
  • O tabagismo é responsável por 50-65% dos tumores de bexiga em homens e 20-30% em mulheres . Sabe-se que a incidência do câncer estar diretamente relacionada com o tempo de tabagismo e a quantidade de cigarros /dia . Estima-se que a cada 10 anos de tabagismo acarreta um aumento de 100% no risco de desenvolver o Câncer do trato urinário chegando a 500% em 60 anos.

    Diante da presença de sangue na urina , o paciente fumante deve procurar orientação médica para descartar presença do tumor de bexiga e tumor de via excretora . Se o tumor for diagnosticado nas fases iniciais existe tratamento com altas taxas de cura.

    7)Hematúria : Quando o paciente deve se preocupar?

    Em todos os casos de hematúria macroscópica é fortemente recomendado ao paciente procurar um médico para investigar a causa do problema e sobretudo descartar a presença de tumores. É importante ressaltar que estima-se que de cada 10 pacientes com sangue na urina visível a olho nu e sem outros sintomas, 4 tem algum tumor urinário – especialmente bexiga.

    Nos casos de hematúria microscópica sugere-se a investigação apesar do risco de ter algum tumor associado ser muito menor. A hematúria microscópica tem prevalência entre 10 – 16% da população e que destes em até 20% dos casos existem tratamentos urológicos específicos.