Agende uma consulta
  • captcha

Rouquidão

Rouquidão é um sintoma bastante freqüente em qualquer faixa etária.

Pode ser conseqüência de infecção, inflamação, alergia, processo tumoral, alterações da estrutura da prega vocal ou de seu funcionamento ou ainda de um uso inadequado da voz.

voz, falar, garganta

Atividades que exigem trabalho com a voz podem gerar rouquidão

Todo paciente com rouquidão deve procurar um médico, em especial quando a rouquidão dura mais de 15 dias ou quando é associada a sintomas como estridor, falta de ar, engasgos ou febre.

A vídeo-laringoscopia é o exame que melhor elucida e auxilia no diagnóstico da rouquidão.

No recém-nascido, a causa mais comum de estridor é a laringomalácia, que é o relaxamento excessivo e persistente do arcabouço laríngeo. Algumas vezes, necessita de abordagem cirúrgica, mas, felizmente, na grande maioria dos casos a resolução é espontânea.

No caso de infecção de origem viral, a rouquidão é, geralmente, limitada a 3-7 dias e acompanhada por tosse e febre baixa. No caso de origem bacteriana, a febre é alta e acompanhada por prostração e falta de ar. Sempre que houver, estridor (respiração ruidosa) ou falta de ar, uma cuidadosa avaliação médica deve ser realizada.

Nos dias atuais, aumentou-se muito o diagnóstico de refluxo gastro-esofágico e laringo-faríngeo. Ocorre muitas vezes de forma silente, em que não há azia nem pirose, mas o ácido proveniente do estômago atinge a região da laringe provocando a rouquidão, além de pigarro, muco faríngeo, tosse e boca seca. Hábitos alimentares inadequados são os grandes vilões da história, entretanto, fatores anatômicos podem também estar envolvidos.

Abuso vocal e uso inadequado da voz, principalmente em profissões como telemarketing, telefonistas, professores comumente levam a alterações da voz. Na grande maioria das vezes podem ser revertidas com terapias de reabilitação vocal.

E por fim, os tumores que, quando malignos, podem ser tratados e curados principalmente quando o diagnóstico é precoce. Em 90% dos casos estão associados ao uso do tabaco e do álcool. Procurar um otorrinolaringologista precocemente vai, certamente, contribuir para o sucesso do tratamento.