Agende uma consulta
  • captcha
Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook

Mão da gestante: a dor e a dormência nas mãos típicas da gravidez

A gravidez é um momento mágico na vida de uma mulher, cercada pela expectativa da chegada do bebê ao mundo. No entanto, existem doenças que afetam as mãos e punhos que tem sua incidência bastante aumentada nesta fase, bem como após o parto. Já durante a gravidez algumas pacientes podem sentir dor e dormência nas mãos. Considerada comum, essa dormência atinge cerca de uma em cada quatro grávidas, e é resultado da pressão no túnel do carpo causada pela retenção de líquidos e inchaço no período gestacional. A síndrome do túnel do carpo ocorre quando há compressão e inflamação do nervo mediano, que passa nesta região. A dor geralmente é caracterizada como uma queimação ou choques nas mãos e muitas vezes impedem a mulher de dormir.

Outra doença muito comum nesta fase é a tenossinovite de De Quervain, também conhecida como tendinite das mães, que afeta os tendões do polegar. Relacionada com as alterações hormonais da gestação, tende a piorar bastante no período pós-parto, principalmente devido à rotina de cuidados com o bebê (segurar, dar banho, amamentar). Estes esforços sobrecarregam os tendões extensores do polegar e a inflamação pode piorar até levar a uma incapacidade para realizar alguns movimentos.

Causas

Dentre as causas da dor e da dormência na mão durante a gravidez estão as mudanças hormonais típicas da gravidez. Alguns hormônios como a prolactina, o estrogênio e a progesterona são os responsáveis por essas mudanças e, consequentemente, pela retenção de líquidos que acaba causando a síndrome do túnel do carpo e a tenossinovite de De Quervain nas gestantes, já que os tecidos incham por conta do líquido em excesso e pressionam essas estruturas.
O aumento de peso também parece estar relacionado a sintomas como dor e dormência na mão durante a gravidez. Isso porque o tecido adiposo pode diminuir a circulação linfática, aumentando a retenção de líquidos no punho.

Diagnóstico

Para diagnosticar um quadro de síndrome de túnel do carpo em gestante, o médico ortopedista especialista em mão irá ouvir o relato da paciente e analisar os sintomas para eliminar a possibilidade de outras doenças como artrite reumatóide.

Em casos nos quais há algum tipo de dúvida, o médico especialista poderá solicitar os exames de ultrassonografia e ressonância magnética, já que com esses exames é possível visualizar as estruturas com m ais detalhes, sem uso da radiação, contraindicada na gestação.

Tratamento

Diante de qualquer dor ou desconforto na mão, a gestante deve procurar um ortopedista especialista em mãos. Ele poderá indicar o tratamento com órteses para imobilização e proteção da mão, bem como reabilitação (fisioterapia e/ou terapia ocupacional) para diminuir a dor e a dormência. Mesmo durante a gravidez podem ser ministradas medicações específicas, sem risco para o bebê.

O objetivo da fisioterapia é desinflamar o nervo e os tendões, diminuindo a dor e a dormência na região. Durante a sessão serão realizados exercícios para alongamento e relaxamento.

Além dos exercícios, sugere-se o repouso da mão afetada. Isso porque o esforço repetitivo continuará a manter os tendões inflamados, por isso, a paciente deve tentar evitar movimentos que possam inflamar ainda mais a área da mão e dos dedos.

Prevenção

Por estar diretamente relacionada à retenção de líquidos em pacientes grávidas, uma das medidas para prevenir dormência e a dor na mão durante a gravidez é evitar ao máximo a retenção de líquidos durante o período gestacional. Para isso, a paciente pode tomar algumas medidas como:

Reduzir o consumo de sal
Durante a gravidez o sal deve ser usado com moderação, isso porque ele faz com que o corpo retenha líquido e fique inchado e, consequentemente, possa afetar os punhos e as mãos causando dor, inchaço e dormência na região.

Praticar atividade e exercícios físicos
A prática de atividades ou de exercícios físicos faz com que haja uma melhora na circulação sanguínea e na redução do inchaço no corpo.

Evitar roupas e sapatos justos
Roupas e sapatos justos fazem com que a circulação sanguínea fique prejudicada, fazendo com que haja inchaço principalmente na região dos pés e das mãos. A recomendação é que as pacientes gestantes usem roupas confortáveis.

Beber água
A ingestão de água ajuda a eliminar as toxinas do corpo e a evitar a retenção de líquidos, ao estimular a função renal.

Ter uma alimentação balanceada
Uma alimentação balanceada também ajuda a reduzir o inchaço durante a gravidez. Sugere-se ingerir alimentos como fibras, líquidos, e proteínas magras; e evitar alimentos processados, com altos níveis de sódio e bebidas como refrigerantes.

Mais Informações

Assim como outras patologias que possam aparecer, a dor na mão durante a gravidez deve ser tratada por um médico especialista. Na gravidez, assim como em qualquer outro caso, é importante que a paciente evite qualquer tipo de automedicação.

Durante a consulta lembre-se de avisar o médico ortopedista especialista em mão da gravidez e do histórico de doenças, para que ele prescreva o melhor tratamento e, caso necessário, receite apenas medicamentos adequados ao período gestacional.