Agende uma consulta
  • captcha

Câncer de Pulmão

Câncer de Pulmão

O câncer de pulmão é um dos tumores mais freqüentes no mundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, a incidência estimada para 2012 é de 21 casos novos a cada 100 mil homens e 11para cada 100 mil mulheres. Serão mais de 27 mil casos novos no ano. Em 2009, 21.069 pessoas morreram de câncer de pulmão no Brasil. É considerado uma das principais causas de morte evitável no mundo. Em 90% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco.

A prevenção do câncer de pulmão é simples: não fumar. Se você fuma, parar de fumar pode diminuir drasticamente o risco de desenvolvimento de câncer. Além disso, é importante lembrar que o tabagismo passivo, ou seja, a exposição a fumaça de cigarro simplesmente por estar perto de alguém fumando também pode levar ao câncer. O risco de um fumante desenvolver câncer de pulmão é de cerca de 20 a 60 vezes maior que o risco de um não fumante. Mesmo para o tabagista passivo, o risco é de pelo menos três vezes mais que o de uma pessoa não exposta à fumaça do cigarro. Além do cigarro, outros fatores de risco relacionados ao câncer de pulmão incluem história familiar e exposição a poeiras e fumaças tóxicas no trabalho. Uma das grandes dificuldades do câncer de pulmão é a característica de somente apresentar sintomas ou sinais quando já está em fase mais avançada. Os sintomas mais freqüentes são: tosse,falta de ar, chiado, presença de sangue no catarro, dor no peito, diminuição do apetite e perda rápida de peso. Qualquer um destes sintomas em alguém que fuma ou já fumou, mesmo que passivo, ou com algum familiar com história de câncer, deve passar por uma avaliação médica com um pneumologista. Exames como radiografia ou tomografia de tórax podem ajudar no diagnóstico.