Artigos
   

    Anel Vaginal

O anel vaginal é um método contraceptivo que contém dois tipos de hormônio: o estrógeno e a progesterona, assim como a maioria das pílulas anticoncepcionais. Ele é feito de silicone, é flexivel, circular e liso, com diâmtero externo de 54mm e espessura de 5mm.


Quando a anel entra em contato com a mucosa vaginal, ocorre liberação constante de baixa doses dos hormônios, sendo absorvido pelo sangue e impedindo a ovulação. Também aumentam o muco cervical, dificultando a passagem dos espermatozoides.


Ele não interfere na atividade sexual, a maioria das mulheres que usam o anel e seus parceiros não sentem o anel durante a relação sexual

É importante lembrar que o anel vaginal não protege contra doenças sexualmente transmissiveis, portanto não substitui o uso da camisinha.

Deve ser usado com acompanhamento de um ginecologista.

Anel Vaginal - vantagens 

Eficácia

Quando usado corretamente, apresenta eficácia de 99%.

Vantagens

  • Para aquelas mulheres que esquecem de tomar a pílula, ele é recomendado pois é usado uma vez por mês.
  • Se houver diarréia ou vômitos, o anel vaginal mantém sua eficácia total já que os seus hormônios não dependem da absorção intestinal, como a pílula.
  • Torna as menstruações mais regulares
  • Ele é reversível, assim que suspenso o seu uso, a mulher volta à fertilidade normalmente

Modo de usar

O dia de colocação do anel pela primeiar vez vai depender se e qual método anticoncepcional a mulher esteja usando previamente. Depois de ser colocado, deve permanecer 3 semanas dentro da vagina e então ser retirado, no mesmo dia da semana em que foi colocado. Deve-se fazer uma pausa de 7 dias e colocar um novo anel na vagina novamente, no mesmo dia da semana que foi retirado, mesmo que ainda esteja menstruada. Geralmente apos 2 ou 3 dias da retirada do anel ocorre a menstruação.

Como colocar e retirar o anel vaginal

Após lavar e secar as mãos, retire o anel vaginal da embalagem. Segure o anel entre o dedo indicador e o polegar e aperte ambos os lados, felxionando-o. Na posição sentada, deitada ou em pé, com uma das pernas levantadas, insira o anel dentro da vagina.

Com cuidado, empurre o anel para o fundo da vagina, até não senti-lo mais. Se você sentir algum desconforto, o anel provavelmente não esta bem colocado e deve ser empurrado um pouco mais profundamente.

Anel vaginal - como usar

Para remoção do anel vaginal, deve-se introduzir o dedo indicador na partae superior da vagina, com cuidado, e puxar o anel vaginal.

Se o anel sair, o que devo fazer?

O anel pode sair acidentalmente, como por exemplo, durante a relação sexual, ao retirar um tampão ou ao fazer força para evacuar.

Deve-se lavar o anel com agua fria e recolocá-lo na vagina, desde que o período que o anel esteve fora da vagina for inferior a 3 horas.

Efeitos colaterais e riscos

Os mais comuns são irritação e infecções vaginais, aumento de secreção vaginal, nauseas, ganho de peso e cefaleia.

Como os outros métodos hormonais combinados (com estrógeno e progesterona), pode haver aumento do risco de trombose, ataque cardíaco, aumento da pressão arterial entre outros.

Contra-indicações

O anel vaginal tem contra-indicação (absoluta e relativa) nos casos de:

  • Doenças do figado
  • Câncer de mama ou do aparelho reprodutor
  • Historia de ataque cardíaco ou trombose
  • Hipertensão descontrolada
  • Diabetes descompensada
  • Cefaléias com alterações neurológicas
  • Mulheres de alto risco para trombose
  • Na suspeita ou presença de gravidez
  • Alergia a algum dos componentes do anel vaginal
  • Amamentação
  • Fumantes
  • Tiveram um aborto ou parto recentemente
  • Usando outras medicações